Turismo de Base Comunitária

TBC - TURISMO DE BASE COMUNITÁRIA COMO ALTERNATIVA COMPLEMENTAR DE RENDA NA LOCALIDADE DO BARRANCO EM SÃO JOSÉ DO NORTE RS

São José do Norte é um município brasileiro localizado no extremo sul do estado do Rio Grande do Sul, banhado pelo Oceano Atlântico e pela Laguna dos Patos, tem sua economia baseada na agricultura, pecuária, pesca e extrativismo vegetal; é uma cidade litorânea com mais de 100km de praias na costa do Oceano Atlântico; toda a sua área municipal se situa em baixa altitude com no máximo 5 (cinco) metros acima do nível do mar e a maior parte do município é composta por campos de vegetação rasteira e herbácea (pampas); também há pequenos bosques com árvores plantadas (eucaliptos e pinhos)e dunas de areia relativamente altas são encontradas em toda área municipal. O clima de São José do Norte é temperado oceânico, com invernos relativamente frios, verões amenos e precipitações regularmente distribuídas durante o ano e uma característica climática da cidade é a ocorrência de ventos fortes durante todo o ano.

A pesca artesanal é considerada uma atividade extrativista realizada tanto no mar, quanto em estuários e manguezais. Peixes, crustáceos e moluscos capturados servem tanto para o consumo familiar quanto à comercialização.

As comunidades de pescadores artesanais do município de São José do Norte estão distribuídas ao longo de toda Laguna dos Patos. Têm um modo de vida baseado principalmente na pesca e no cultivo da cebola e ainda há os que trabalham nas plantações de Pinus.

A pesca na Laguna dos Patos é uma das atividades mais importantes em São José do Norte, embora seu forte declínio tenha levado a sérias crises que afetam direta e indiretamente boa parte das famílias envolvidas nessa atividade e os pescadores artesanais são os mais afetados uma vez que utilizam a safra do camarão rosa como principal componente de seu orçamento e dependem exclusivamente desse crustáceo para sobreviver, mesmo quando afetando diretamente a renda dos pescadores.

A economia da localidade do Barranco é desenvolvida principalmente através da agricultura e pesca, possuindo como principal fonte de renda o cultivo da cebola e a pesca do camarão, alguns moradores trabalham apenas em uma atividade, mas muitos atuam nas duas profissões. No verão, quando há uma boa safra de camarão, alguns agricultores se dedicam à pesca, mudando temporariamente para as margens da Laguna Dos Patos.

Observa-se que a realidade dos pescadores artesanais de São José do Norte, inclusos os da localidade do Barranco, não é diferente de outras regiões do Brasil, que acabam sofrendo tantas interferências, correndo o risco de se tornar uma atividade extinta. Cabe nas atuais circunstâncias, um olhar mais atento a essas comunidades já que é de extrema importância, mantê-las e oferecer subsídios para valorização e aumento da auto estima dos que praticam a atividade de pesca artesanal.

A localidade do Barranco fica situada no 1° distrito de São José do Norte, localizada cerca de 20km da cidade junto à Laguna dos Patos, é considerada um dos principais pontos turísticos do município, por possuir belas paisagens naturais, tendo ao fundo a Laguna dos Patos que proporciona lazer, descanso e entretenimento aos moradores e visitantes.

Esse projeto, surgiu com o propósito de fomentar as atividades turísticas na localidade do Barranco visando atender cerca de 15(quinze) famílias beneficiadas de forma direta e/ou indireta que já atuam nas seguintes atividades: recepção, limpeza e fornecimento de alimentação no camping; recepção, atendimento, limpeza e conservação no restaurante. E nas futuras atividades: condutor na trilha e passeios pela orla da praia; condução de passeio nas embarcações pela laguna; piloto nas embarcações de passeio; produção e/ou comercialização de produtos artesanais; venda de produtos da terra; limpeza e conservação dos locais visitados pelos turistas; socorristas, etc. Para que isso ocorra de forma organizada e planejada, algumas ações foram necessárias:

- Apresentação do projeto através de uma oficina de abertura com o tema: Turismo de Base Comunitária;

- Contratação via SENAC-RS, de instrutores para os cursos de: Informações Turísticas, Primeiros Socorros e Condutor de Turismo de Pesca.

- Contratação de empresa para o curso de Condutor de Embarcações(arrais amador);

- Curso de Boas Práticas para os Serviços na Alimentação via SEBRAE-RS/SENAC (Convênio SEBRAE e Prefeitura);

- Cursos de formação profissional rural, voltados especificamente para formação das mulheres (EMATER e convênio existente entre a Prefeitura e o SENAR);

- Locação de um ônibus* para uma viagem técnica para troca de experiências na cidade de Paranaguá PR para conhecer o projeto Rede Caiçara de Turismo Sustentável. *A necessidade de uma viagem técnica surgiu em reunião a pedido dos próprios pescadores, que gostariam de conhecer um local, com características similares ao da comunidade do Barranco e que já estariam trabalhando com o turismo como fonte alternativa de renda complementar ao pescador e sua família. A justificativa pela cidade de Paranaguá se deve ao fato de ser a cidade mais próxima do nosso município e dessa forma, atende às expectativas dos próprios participantes deste projeto já que as maiorias das localidades afins estão localizadas nas regiões norte e nordeste tornando inviável o deslocamento para esses locais. Participarão dessa viagem as pessoas que receberão os treinamentos e capacitações e a equipe técnica envolvida na aplicação do projeto. A locação do ônibus será custeada em parte pelo projeto e em parte pela contrapartida d a prefeitura.

- Compra de 03 (três caixas) térmicas grandes (50 a 100 litros) para armazenamento de bebidas nas embarcações;

- Aquisição de tintas para pintura e reparo das embarcações que são: 06(seis) galões de tinta óleo branca de 3,6 litros; 10(dez) quilos de zarcão; 10(dez) latas de óleo de linhaça de 900 ml e 06(seis) galões de interclene vermelho(envenenado).

- Aquisição de 30 (trinta) coletes salva vidas Classe III;

- Aquisição de 10 (dez) boias circular 50 cm, Classe III e para as embarcações;

- Aquisição de vestuário aos participantes do projeto (50 camisetas, 40 aventais e 20 toucas).

- Instalação de dois contentores de lixo capacidade de 1000 (mil) litros que serão colocados próximos a dois empreendimentos com grande fluxo de visitantes e turistas;

- Instalação de 01 placa (outdoor de divulgação turística do Barranco) com as seguintes configurações: 8,90m x 3,20m que será colocada na altura da RS 040 no município de Capivari do Sul, sentido capital praias;

- Confecção e instalação de 24 (vinte e quatro de 0,40cm x 0,60cm) placas indicativas internas para indicação: do lixo, sanitários, trilhas, locação de equipamentos, horta, locação de barcos, passeio de charrete, dos empreendimentos do roteiro, etc;

- Confecção de 02 (duas) placas de sinalização do projeto (1m x 3m) que serão colocadas no ponto de chegada da cidade localizada no atracadouro das balsas e no ponto de chegada à Praia do Barranco;

- Confecção de 04 (quatro) placas de 2,5 x 1m de sinalização do projeto que devem ser colocadas em locais estratégicos de acesso à localidade do Barranco;

- Confecção e instalação de 01 placa de 3m x 2m com o mapa de localização dos empreendimentos;

- Criação e confecção de 10 (dez) mil folders de divulgação do roteiro (formato A4, três dobras);

- Criação e confecção de 10 (dez) mil guias de orientação e conscientização ambiental (formato A4, duas dobras papel reciclado).