Mulheres em Campo

SOBRE O PROJETO

É um projeto que visa o protagonismo feminino, o qual tem sido cada vez mais presente no dia a dia das propriedades rurais e isso se deve ao fato das mulheres estarem ocupando papéis de destaque na gestão de suas propriedades revelando um grande potencial empreendedor.

O Projeto Mulheres em Campo surgiu a princípio como desdobramento do Projeto TBC – Turismo de Base Comunitária como Alternativa Complementar de Renda na Localidade do Barranco em São José do Norte - RS oferecido pelo SENAR - RS captado pela Secretaria Municipal de Turismo Esporte e Lazer (SMTEL), em parceria com a Emater e apoio da Secretaria Municipal de Agricultura e Pesca (SMAP). Ocorreu primeiramente na localidade das Capivaras(2018) e depois na do Barranco(2019).

As mulheres protagonistas do curso receberam todo aporte necessário para que pudessem atuar como gestoras de seu próprio negócio na renda familiar ou complementação da mesma.

Para que pudessem chegar ao protagonismo necessário passaram pela etapa de qualificação que compreendeu em um curso de 40 horas que finalizou com a comercialização ou a mostra dos produtos feitos por elas. O objetivo dessa atividade foi os indicadores de viabilização e comercialização, além das questões como custo de produção, valor de venda e apresentação dos produtos.

O projeto teve como principal objetivo: Desenvolver competências de empreendedorismo e gestão, visando o desenvolvimento pessoal e melhoria da auto estima.

As alunas receberam atividades teóricas e práticas sobre diagnóstico, planejamento e custos a fim de demonstrar as inúmeras possibilidades de empreendedorismo no meio rural. Os módulos foram pensados de acordo com situações vivenciadas no dia a dia das mulheres no campo e dessa maneira objetivou-se estimular cada vez mais as mulheres a acreditarem em si e tornarem-se grandes líderes rurais. As mulheres são visionárias e conseguem trazer um olhar diferenciado para o dia a dia de suas propriedades.

O programa trouxe um aporte maior de conhecimentos facilitando a aplicação de tecnologias e técnicas de gestão aprimoradas para ampliar o aproveitamento das diferentes cadeias produtivas disponíveis e, consequentemente, aumentando a produtividade, a rentabilidade e consequentemente uma melhor qualidade de vida.

Os conteúdos ministrados com encontros presenciais uma vez por semana:
Módulo Conteúdo Carga Horária
Módulo 1 Diagnóstico e Empreendedorismo 8hs
Módulo 2 Planejamento 8hs
Módulo 3 Custos de produção 8hs
Módulo 4 Indicadores de viabilidade e comercialização 8hs
Módulo 5 Desenvolvimento pessoal 8hs

Apesar de ser um curso que não exigiu aporte financeiro pela Prefeitura não quer dizer que não tenha tido algum tipo de investimento e o principal foi com o transporte que ficou a cargo da Emater como nossa parceira no projeto. O transporte se exigiu principalmente em razão das localidades serem distantes do centro de São José do Norte.

O transporte foi para levar a instrutora do SENAR-RS, os equipamentos de apoio pedagógico (data show e telão de suporte), a funcionária cedida pela Secretaria Municipal de Agricultura e Pesca - SMAP e todo material para o preparo das refeições tendo em vista o curso ser em período integral e da turismóloga da SMTEL que coordenou o projeto.

E, por fim para que o curso ocorresse nas comunidades outros parceiros foram fundamentais: os líderes comunitários que se mostraram prestativos em cederem seus salões de eventos para realização do curso. Dessa forma, que ao término do curso da turma de 2019 da localidade do Barranco as mulheres se firmaram como um grupo e começaram a comercializar uma vez por semana seus produtos no espaço da Sala de Espera da Hidroviária cedido pela SMTEL.

Esse grupo de mulheres conquistou público com seus produtos que tem como principal característica os sabores deliciosos que atraem grande número de pessoas, o modo de fazer artesanal e algumas receitas produzidas com ingredientes naturais da estação.